Faixa a Faixa: Underworld, novo EP do Real Insane

Formado em 2015, no interior de São Paulo, o REAL INSANE bebe na fonte do death e do thrash metal. Com influências que vão desde os clássicos do estilo até o mais agressivo hardcore, a banda tem chamado a atenção do público com apresentações intensas e performances marcadas pela brutalidade.

Após lançar um single e um split IN LIES WE TRUST, com Korsakov, Osteoporosis Aguda e Intriga, a banda gravou, em 2018, o EP UNDERWORLD. Esse trabalho pode ser conferido nas plataformas virtuais do REAL INSANE.

A banda lançou, no dia 15 de junho, o EP UNDERWORLD. O trabalho já está disponível para audição nas plataformas virtuais.

UNDERWORLD traz o amadurecimento da banda em suas letras, estruturas e composições. São seis faixas carregadas de peso e velocidade com influências que passeiam entre o old school da Bay Area e a sonoridade de bandas como Hypocrisy, Gorefest, Entombed e Morbid Angel. As letras trazem uma análise crítica a respeito de religiosidade, questões políticas, intolerância e a crescente do autoritarismo no mundo.

Gravado no estúdio Laboratório Underground, o trabalho teve produção a cargo de Flávio Stephano e do guitarrista do Real Insane, Bruno Machado.

A faixa Underworld alem de dar nome ao EP, abre a sequência de músicas com peso e linhas de guitarra e baixo bem definidas, a letra mostra versos curtos e talvez até soltos, mas que juntos mostram a forma com a qual a banda se sente em relação ao mundo cada vez mais insano e perdido na ignorância.

A segunda faixa é True Disease que é mais rápida e mais simples, lembrando muitas pegadas do punk cru, com letra de cunho politico que mostra o cansaço em relação as mentiras e corrupção que sonda todos os meios da sociedade, chamando-a de doença verdadeira e como isso é repudiado por todos que não aguentam mais as mesmas histórias e as mesmas promessas de sempre.

One Minute of Agony já é uma faixa que em seu titulo demonstra o que virá no próximo minuto de música, um som que te deixa agoniado em seu início, mas que ganha velocidade se aproximando do final, como se fosse a explosão de alguém que não aguenta mais o que está vivendo e procura algo pra se libertar, buscando na fúria uma forma de libertação.

Prosseguindo nessa linha de músicas diretas e sem firulas, No Masters mostra que não é preciso de alguém que determine ou mande em sua vida, e que você pode ser livre sem regras que te deixem mal ou que te limitem a ser quem você é. A letra mostra isso em todos os momentos que as barreiras fazem com que as pessoas percam um pouco a vontade da alegria de viver e se sitam como estivessem doentes. Muita raiva é demonstrada em cada faixa do EP e isso transmite bem o sentimento que a banda quer passar ao ouvinte.

Lies and Deceit presa em maior parte do tempo por peso mais do que em velocidade, e tem um cunho crítico mais voltado a religião e as crenças impostas, que saem da ideia de que a pessoa é livre pra escolher no que acreditar e acabar acreditando em coisas que foram obrigadas e mais próximo do fim a música ganha velocidade e um solo digno do Thrash Metal e que voltam logo em seguida ao peso mais cadenciado.

Fecha o EP a faixa Legions of War que lembra muito sons puxados pro Anthrax com seus solos na introdução, agressividade no vocal do começo ao fim da música e um som bem trabalhado em todos os instrumentos, e com letra que mostra as contradições de pessoas que querem um mundo perfeito mas acabam impondo regras e seguindo o contrário de tudo o que pregam, principalmente os conservadores cristãos.

REAL INSANE É:
Rodrigo Arruda – Guitarra e voz
Bruno Machado – Guitarra
Paulo Francisco – Baixo
Cidão – Bateria

OUÇA:
www.realinsane.bandcamp.com
Também disponível no Spotify, Deezer, YouTube e outros.

 

Conheça a banda:

 

 

Veja o último vídeo do canal Minuto Indie:

 

Deixe uma resposta