Como os famosos estão usando sua voz em meio aos protestos de racismo nos Estados Unidos?

Como os famosos estão usando sua voz em meio aos protestos de racismo nos Estados Unidos?

Os brancos estão ajudando o movimento #BlackLivesMatter de fato?

A população negra, antirracistas e ativistas norte-americanos estão travando uma verdadeira batalha entre a contra o governo e a polícia supremacista branca. No último dia 25 de maio, George Floyd foi assassinado por um policial branco que o asfixiou com o joelho em seu pescoço. O caso correu o mundo e rendeu uma onda de protestos por justiça e contra o racismo, chegando ao seu sexto dia hoje (1º). Os protestos contra o racismo tem levado famosos, atleta, músicos e atores a usarem a sua voz para contribuir com a luta.

Já curte o Minuto Indie no Facebook? Clique aqui!

Começando com atletas de basquete, logo artistas de diversas formas começaram a se manifestar contra a opressão sofrida pelos negros. Personalidades utilizaram suas redes sociais, perfis com milhões de seguidores, para chamar a atenção para o problema grave de racismo que permanece nos Estados Unidos desde o início dos tempos. Além disso, quiseram mais: convidaram as pessoas a irem para as ruas protestar de forma pacífica pelo país. Para te deixar por dentro, preparamos uma lista de famosos que estiveram nos protestos ao longo da última semana.

FAMOSOS CONTRA O RACISMO: COMO USAR SUA VOZ?

ARTISTAS

A cantora Halsey é uma das principais artistas que está participando dos protestos nos Estados Unidos e auxiliando outros ativistas com produtos e orientações. Infelizmente, ela foi atingida com balas de borracha, o que causou uma grande ferida em sua perna. Apesar disso, ela usou sua experiência para relatar como estava o ambiente de protestos e alertar seus fãs ou quem quisesse participar. Lauren Jauregui, Ariana Grande, Madison Beer, Tinashe, Melanie Martinez, Camila Cabello, Shawn Mendes, J. Cole, Michael B. Jordan, Yungblud, Machine Gun Kelly, Luke Hemmings, Noah Urrea, são outros artistas que estiveram nas manifestações. Além disso, de acordo com fontes, Katy Perry Harry Styles pagaram fianças para manifestantes que foram presos.

racismo
Foto: Reprodução/Stereogun

No Reino Unido, uma marcha neste domingo (31) reuniu artistas britânicos e pessoas comuns a favor das vidas negras. Conhecida por seu ativismo, a cantora Jade Thirlwall, do grupo Little Mix, esteve no local ao lado dos amigos Claudimar, Claudia Kariuki, Zack Tate e Aaron Witter.

ATLETAS

Em um dos principais momentos, Karl-Anthony Towns, jogador do Minnesota Timberwolves da NBA, apareceu em um dos primeiros protestos no local onde George Floyd morreu. Ao lado do ex-jogador da NFLStephen Jackson, amigo pessoal de Floyd, ele se mostrou gigante outra vez apoiando o que ele defende e em um momento que se recupera da morte da mãe por Covid-19 em março. Além deles, Josh Okogie, também dos Timberwolves, o jovem jogador do Boston CelticsJaylen BrownMalcom Brogdon, do Indiana PacersJ.R. SmithJordan Clarkson, os irmãos LonzoLaMeloLiAngelo Ball, entre outros, também estiveram nos protestos.

NAS REDES SOCIAIS FAMOSOS SE MANIFESTAM CONTRA O RACISMO

Não é todo mundo que tem culhão, pode ir a uma manifestação ou se sente confortável para se expor ao público em meio à uma pandemia. Por isso, alguns artistas preferiram compartilhar palavras e petições clamando por justiça em relação ao racismo e mortes em suas redes sociais. Em uma das mensagens mais didáticas, Billie Eilish desabafou (e xingou muito) as pessoas brancas que estavam desmoralizando o movimento #BlackLivesMatter com frases como “todas as vidas importam”.

Em resumo, a cantora pede com todo o ódio possível que pessoas brancas parem de se vitimizar e se achar o centro das atenções quando estamos em uma luta por quem é ignorado pelo mundo. Nas suas palavras, ela escancara o egoísmo de gente racista que inviabiliza o momento.

“Ninguém está dizendo que a sua vida não importa. ninguém está dizendo que a sua vida não é difícil. ninguém está dizendo literalmente qualquer coisa sobre você. isso não é sobre você. para de tornar todas as coisas um assunto sobre você. tudo que vocês filhos da puta fazem é tornar todas as coisas a respeito de vocês. você não está passando necessidade. não está correndo perigo.”, escreveu Billie. (Adaptação TMDQA)

View this post on Instagram

#justiceforgeorgefloyd #blacklivesmatter

A post shared by BILLIE EILISH (@billieeilish) on

Perrie EdwardsJesy NelsonLeigh-Anne Pinnock, do Little Mix, também se manifestaram nas redes sociais com palavras e pedidos para assinarem petições. Após seu pronunciamento, Perrie contou que recebeu muitos unfollows em sua conta, mas que não significava nada, ela continuará falando. Leigh-Anne compartilhou a petição que pede justiça pelo garoto João Pedro, morto em abril por policiais no Rio de Janeiro. As cantoras Ellise e Tinashe também compartilharam o pedido.

Outros atletas se pronunciaram nas redes sociais, como é o caso de LeBron JamesLewis Hamilton, Serena Williams, times da NHL, da NBA e de ligas de futebol. Hamilton, aliás, agitou o mundo da Fórmula 1 cobrando posicionamentos tanto de seus colegas de profissão, quanto das equipes. Em meio aos seus protestos, um vídeo de quando ele tinha 12 anos apareceu e mostrou ainda mais que ele tem razão em cobrar ajuda, proteção e justiça.

Em escala mundial, Jadon Sancho, jovem jogador do Borussia Dortmund, dedicou a comemoração de seus três gols no último domingo na Bundesliga para George Floyd.

No treino desta manhã (1º), os jogadores do Liverpool FC se ajoelharam no gramado e declararam a frase “Unity is strength” (a união faz a força).

View this post on Instagram

Unity is strength #BlackLivesMatter

A post shared by Roberto Firmino (@roberto_firmino) on

MOVIMENTO NO BRASIL

No Brasil, ainda que devagar, tem rolado uma mobilização por parte de cantores como, por exemplo, IZA, AnittaManu Gavassi (no Instagram), e jogadores de futebol. Falando de atletas brasileiros, o jovem Vinícius Jr, do Real Madrid, e Richarlison, do Everton FC, também se posicionaram. O rapper Djonga, voz ativa em diversos movimentos, utilizou seu Instagram para postar vídeos em uma manifestação contra o racismo e o fascismo.

São Paulo FC realizou um throwback de um vídeo publicado no dia 20 de novembro de 2019, Dia da Consciência Negra, onde reuniu alguns atletas para falar sobre racismo, luta antirracistas e Vidas Negras Importam.

O jogador do Manchester CityGabriel Jesus, também resolveu utilizar suas redes sociais para passar sua mensagem ilustrada com uma imagem pesada.

Você branco que acompanha o Minuto Indie, use seu privilégio para ajudar na luta antirracista. É importante não nos omitirmos diante de tantas atrocidades e acontecimentos. #BlackLivesMatter

**Esse post será atualizado conforme mais artistas e famosos realizem atos e protestos contra o racismo.

MI NO YOUTUBE:

Mais notícias no Minuto Indie.

Vitoria Correa

Vitoria Correa

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: