The Cure promete disco no Halloween: “mais sombrio e intenso”

O ano de 2019 começou sensacional para os fãs de The Cure. Com a volta da banda para shows e festivais veio também o anúncio de um novo álbum.

No mesmo dia em que a banda foi incluida no Rock and Roll Hall of Fame, o vocalista do The Cure, Robert Smith, revelou em entrevista mais detalhes sobre o novo disco, contando que a sonoridade deve ser mais sombria, assim como o visual dos integrantes do grupo.

Sobre a turnê que pretendem fazer para comemorar os 30 anos de Disintegration (1989), Robert disse, nesta tradução adaptada do site Tenho Mais Discos Que Amigos:

“Por ser o aniversário do Disintegration, eu estava pensando sobre como nós o fizemos, e como o transformamos em algo, e qual era a minha mentalidade. Uma parte fundamental era que todos estivessem longe de casa, longe de tudo que amavam e estando em um só lugar ao mesmo tempo. Então, pela primeira vez em 20 anos, nós entramos em um estúdio — na verdade nós entramos no estúdio onde [Queen] fez o Bohemian Rhapsody, curiosamente. É um ótimo estúdio no meio do nada. Nós apenas tocamos música por três semanas. E isso é ótimo. Eu sei que todo mundo diz isso. Mas é realmente ótimo.”

Smith ainda falou: “Eu esperei 10 anos para fazer algo que signifique alguma coisa,” e disse que as novas faixas são “sombrias e incrivelmente intensas.”

Por enquanto, Robert indica que o lançamento deve ser no Halloween, o que significa que o álbum deve chegarno mês de Outubro. Nada mais propício, não é mesmo?

MI No YouTube

Leave a Reply

%d bloggers like this: