Flavia K combina R&B com estética futurista em ‘O mundo se moveu’; assista ao clipe animado

Flavia K O Mundo Se Moveu

A animação foi feita por Reginaldo Ferreira, ilustrador e designer do Forky Studio (SP)

Não é dúvida para ninguém que uma das maiores lembranças que 2020 vai nos deixar tem a ver com o vazio. O vazio da cidade, quando o medo fazia com que a grande maioria respeitasse a quarentena;  o vazio da alma e da casa, por ter perdido alguém importante ou por ter precisado cumprir o distanciamento social; o vazio causado pelo tédio e pelo ócio, quando a gente se queixava da falta do que fazer em isolamento. De março para cá, muita coisa mudou, inclusive o vazio. As cidades mesmo já estão cheias de gente, mas vazias de empatia. Ainda bem que nos sobram memórias, das boas às ruins, e alguns sabem como eternizá-las através da arte. O single-clipe ‘O mundo se moveu‘, da Flavia K, é um exemplo disso.

As nuvens escondem o céu / O mar petrificou / As ruas tão vazias / Vidas guardadas“.  Desde os primeiros versos, a canção carrega um clima intimista e, como um desabafo, põe para fora as angústias causadas por um momento quase que apocalíptico. Enquanto os dias pareciam não terminar e os pés pediam a estrada, Flavia colocou seus sentimentos numa melodia de teclado e gerou sua primeira autoral inédita em quase um ano, desde o lançamento do álbum ‘Janelas Imprevisíveis‘ — que agora já chegou às lojas físicas de Tóquio, Japão.

O mundo se moveu‘ segue as referências principais do trabalho de Flavia no disco, como R&B e soul music. O single, muito bem produzido, tem uma estética eletrofuturista e uma vibe chill bastante definidas, sem deixar de lado aquela peculiaridade brasileira. Sua característica descritiva estimula quem o escuta a refletir sobre um mundo tão insondável como o que Flavia narra. Por isso, ‘O mundo se moveu‘ merecia um clipe a sua altura  — não, simplesmente, para descrever com imagens a mensagem que a música quer passar, mas, sim, para inventar mais ideias e mostrar outras perspectivas. A animação feita com colagens é um trabalho visual do ilustrador e designer Reginaldo Ferreira, do Forky Studio, de São Paulo.

“Faz tempo que eu queria lançar um clipe em animação e ainda não tinha dado certo. Eu estava procurando alguém para fazer um lyric vídeo para essa música quando conheci o trabalho do Polo e achei que as ideias dele ficariam mais legais para fazer um clipe todo, não apenas ilustrar a letra, então ele ficou livre para compor e imaginar as cenas, usar o estilo de colagens que ele tem para inventar o que ele via que combinava com o som” – Flavia K, sobre o clipe de ‘O mundo se moveu’

Assista ao clipe de ‘O mundo se moveu’ da Flavia K

Escute o single no Spotify

… ou em outras plataformas

Letra

As nuvens escondem o céu
O mar petrificou
As ruas tão vazias
Vidas guardadas

Os olhos não se fecham
Dormindo acordada
O dia não termina
Os pés querendo a estrada

A vida em corda bamba
Bamboleou quadrada
Certeza estilhaçada
Pulsa desnorteada

Olhos sem horizontes
O vento não soprou
No mar nem maresia
Luz apagada

A vida em corda bamba
Bamboleou quadrada
Certeza estilhaçada
Pulsa desnorteada

O tempo muda o mundo
O mundo se moveu
Não há o que havia
O mundo se moveu

O tempo muda o mundo
O mundo se moveu
Não há o que havia
O mundo se moveu

O tempo muda o mundo
O mundo se moveu
Não há o que havia
O mundo se moveu

O tempo muda o mundo
O mundo se moveu
Não há o que havia
O mundo se moveu

Siga Flavia K: Site oficial | Spotify | YouTube | Instagram | Facebook | Twitter  

Mais notícias no Minuto Indie. Curta nossa página no Facebook. Siga-nos no Instagram.

Deixe uma resposta