Juli

Celebrando a força e a resiliência do povo preto, Juli lança seu novo single “Mordaça”

Música é um grito antirracista e pela força do povo preto

Na última sexta-feira (20), Juli lançou seu novo single intitulado de Mordaça, em parceria com o selo Banana Atômica. Após presenciar seu pai ser vítima de um ato racista, Juli inspirou-se para escrever a música que celebra a luta, a força, o povo preto e suas origens.

“Essa foi a única música que surgiu num momento de ódio, a cena de meu pai me defendendo e sendo humilhado por ser preto… Foi a primeira vez que ouvi a palavra mordaça em muitos anos e depois prometi a ele, que iria trabalhar tanto, crescer tanto, que essas pessoas nunca mais conseguiriam nos humilhar. Essa música representa resistência mesmo. Esse fogo que temos de chegar mais longe, de abrir mais portas, trazer mais pretos com a gente. Essa música é o contexto que circunda o que eu vivo cantando. Todo o amor que eu canto e seguirei cantando”, comenta Juli.

Já curte o Minuto Indie no Facebook? Clique aqui!

Trazendo à tona uma dor que se faz presente todos os dias na realidade de negros ao redor do mundo, Mordaça soa como um grito de “ basta “ para seus ouvintes. Inspirada no Blues e nas raízes do povo negro, a música traz uma melancolia misturada a indignação perante aos constantes casos de racismo e descriminação. O Embasamento histórico da música enriquece suas linhas e reafirma toda força na luta dos negros ao longo do tempo. Citando nomes como: Zumbi dos Palmares, Dandara e Sojourner Truth. Tanto na letra quanto no instrumental Juli quis reavivar a memória das lutas e da arte como válvula de escape para negros escravizados trazendo na melodia referência de canções afro-americanas e Spirituals ( canto rítmico dos escravos estadunidenses ).

“São nomes que reforçam nossa força, que tiveram a coragem que eu precisava ter para dizer o que disse, porque o racismo tenta nos fazer sentir menores, fracos, impotentes. Elas são uma memória de que não somos, que a nossa voz fica ecoando no sempre e eu não podia falar por nós, sem colocá-las a frente”, declara Juli.

Tanto na música quanto na arte da capa do single, Juli remete a realidade presenciada por ela e sua família ao longo de sua vida, levando assim sua arte para um âmbito mais intimista mas que é extremamente perceptível na faixa. A presença da verdade, da indignação misturadas ao orgulho e a celebração da origem e de seus ancestrais. Mordaça concorre entre as 50 seleções no 18º Festival de Música Educadora FM e está disponível nas plataformas digitais.

Ilustração: Kevin Cabral/Divulgação

Ouça Mordça no Youtube:

MI NO YOUTUBE

Mais notícias no Minuto Indie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *