Uma noite de música e rock com lançamento da Britônicos

Na última Sexta, (20), as bandas Um Quarto, Bratislava e Britônicos participaram do mini Festival Freak Out. Em sua segunda edição, o evento ocorreu no Breve, na cidade de São Paulo. Nele, os Britônicos estavam lançando seu primeiro trabalho, o álbum “… ou não“.

A primeira performance da noite foi da banda Um Quarto. Tendo a responsabilidade de abrir o primeiro show da noite o grupo escolheu o setlist perfeito para iniciar sua apresentação. Com uma forte influência do stoner rock a banda conseguiu cativar o público presente desde a primeira canção. Arthur, o vocalista, entre uma música e outra agradecia a presença de todos os amigos e desconhecidos presente. Fez um show pesado e agressivo sem exagerar em sua performance, que é uma grande característica da banda. A presenta de palco de Arthur dava a impressão de intensificação de uma música após a outra. No encerramento, a banda se soltou no palco e conseguiu agitar toda a galera no Breve e deixar aquele gostinho de ansiedade para o que viria a seguir.

O Um Quarto já tem três anos de estrada, já dividiu o palco com diversas bandas da cena independente. Além disso, já esteve nos palcos da casas: SESC Piracicaba, A Casa Do Mancha, A PORTA MALDITA e o Pico do Macaco e Rarozine Fest. Ela é formada por Arthur Amaral (Vocal), Gabriel Dogo (Guitarra), Lucas Cerresi (Baixo) e Lucas Valotto (Bateria).

Em seguida, um pequeno intervalo para relaxar, pegar um cerveja e tomar um pouco de ar para a próxima atração da noite. SIM! Estou contando do show de lançamento do primeiro álbum da Britônicos. O álbum da banda conta com 8 faixas inéditas da banda, que começou seus trabalhos em 2010. Sete anos depois, sentimos muita empolgação, emoção e dedicação juntas vindo da performance da banda.

Britônicos tocando “Constelações” / Foto: Anna Rosa de Oliveira

Sendo muito bem recebidos por quem estava presente, a Britônicos tocou com muita maestria suas novas canções ao vivo. A empolgação era contagiante tanto entre os membros da banda, quanto de quem assistia. Felipe, responsável pelo vocal e guitarra base, por diversas vezes agradeceu a presença de todo mundo que foi acompanhar esse momento do grupo. Além disso, ressaltou a importância de ter uma galera prestigiando essa nova fase num show bem íntimo (que só o Breve consegue proporcionar).

Durante a apresentação, a banda abusava do som psicodélico e da sintonia musical que os garotos têm, passando uma vibe incrível refletindo em todo ambiente com a pequena plateia dançando e balançando a cabeça curtindo tanto o que via, quanto o que ouvia. No término, a banda usou aquela mesma maestria do início para finalizar sua apresentação, mais uma vez agradecendo a todos por dividir esse momento com eles.

Conversando com a banda do lado de fora do Breve, os meninos contam como foi para eles essa performance. “Achei legal porque é a primeira vez que a gente toca as novas músicas ao vivo, a gente tava até um pouco ansioso e ao mesmo tempo preocupados, mas acabou dando tudo certo. E tinha a presença dos nossos amigos ali o que é ótimo“, afirma Felipe, vocalista do grupo. Além disso, os meninos convidam a todos a conhecer o clipe da canção “Feedback”, recentemente lançado pelo canal oficial do YouTube da banda. E também a assistirem ao quadro no canal deles “Britônicos Convida”, que já contou com a participação dos artistas: Nevilton, Daniel Zé e Sobre Amor e Outras Coisas.

A responsabilidade do encerramento ficou com a banda Bratislava apresentando na maior parte de sua performance os sucessos do álbum “Fogo”, lançado no primeiro semestre desse ano. O grupo que já havia estado nos palcos do Breve tocou dando o melhor de si e isso se refletia na empolgação dos caras da Britônicos assistindo empolgadíssimos a banda amiga com quem já dividiu os palcos em diversas ocasiões. O ponto alto da noite foi, certamente, durante a música “Enterro”, que gerou um pequeno coro coletivo dentro da casa do público presente.

Bratislava tocando “Trancado” / Foto: Anna Rosa de Oliveira

Destaque para a interpretação de Victor em todas as canções. É realmente incrível como não somente a voz dele, mas também seu corpo, conseguem transmitir o sentimento de cada música tão acentuadamente. Com isso, a banda só tem a ganhar e se superar em cada apresentação, trazendo vida para o palco. Durante esses momentos, todos estavam vidrados! Além disso, Lucas, o baterista tocou a maior parte das canções de olhos fechados. Sendo assim, deixando a música fluir de dentro de si para o ambiente. Sua expressão era de total satisfação pelo trabalho que estavam apresentando. Que vibe galera! No encerramento, a banda tocou a canção “Fogo”, faixa que fecha seu novo álbum. Até então, a energia que vinha do palco era contagiante, trazendo um final excelente para uma noite repleta de música, rock e grandes talentos da cena independente.

MI no YouTube

Confira o último vídeo lançado no nosso canal do YouTube.

Deixe uma resposta