Sem sintetizadores, single da Suco de Lúcuma traz texturas psicodélicas

Banda abusa de efeitos e guitarras

É difícil encontrar, mas existem aqueles solos de guitarra que nos fazem viajar. O single “Ausência”, da Suco de Lúcuma é um convite para uma jornada sem fim. Primeira amostra do disco de estreia, com previsão de lançamento para 2019, a música marca o começo de uma banda em busca de retornar às raízes, criando arte orgânica e verdadeira. O single foi gravado e mixado pela banda, com masterização de Andrés Mayo, argentino radicado nos EUA, ganhador de três Grammy Latino. A canção “Ausência” já se encontra nos streamings.

Ouça “Ausência”: http://bit.ly/Ausencia_Deezer

A Suco de Lúcuma é formada por Carlos Bechet (voz e guitarra), Thom Bonatto (voz e guitarra), Felipe Pizzutiello (baixo) e Vicente Pizzutiello (bateria). O nome peculiar vem da ligação de Bechet, peruano radicado em São Paulo, com a fruta agridoce de mesmo nome, conhecida como “ouro dos incas”.

A banda surgiu do desconforto de Bechet, frente à elitização da música. Com uma forte vontade de voltar às raízes do que o motivou a criar música, a banda une elementos do rock psicodélico e progressivo das décadas de 60 e 70, com beats de neo soul, hip hop e groove, com forte influência do surrealismo sul americano (Luis Alberto Spinetta, Gustavo Ceratti e Júlio Cortazar). Entre as principais influências musicais estão Roy Ayers, Talking Heads, Pink Floyd, Homeshake, Mac de Marco, Childish Gambino.

“As músicas também foram criadas com técnicas surrealistas, especialmente o ‘Automatismo’: utilizando o gravador do celular, num estado de muito sono, começamos a falar as primeiras coisas que apareciam em nossa mente, mesmo assuntos pessoais e desconhecidos para nós. Depois de algumas sessões disso, ouvíamos de volta e tentávamos dar sentidos às coisas que ouvíamos, criando assim as letras do disco”, explica Bechet.

Produzido, gravado e mixado pela própria banda, o processo durou 12 meses, resultado em 14 faixas que serão lançadas no próximo ano. Sem sintetizadores, o disco é o resultado da busca pelo som real e introspectivo. A ficha técnica inclui Carlos Bechet (produção, engenharia de áudio e mixagem), Felipe Pizzutiello e Vicente Pizzutiello (arranjos) e Thom Bonatto (produção e engenharia de áudio).

Ouça “Ausência”:

Spotify: http://bit.ly/Ausencia_Spotify

Youtube: https://youtu.be/kBenBCIbBjk

Soundcloud: http://bit.ly/Ausencia_Soundcloud

Deezer: http://bit.ly/Ausencia_Deezer

Apple Music: http://bit.ly/Ausencia_Apple

 

Ausência – Letra

 

Sinto muito usar você

Pro meu dia passar

Quis dividir meu prazer

Teu delírio doce

É onde eu quero flutuar, quero flutuar

Quero te amar, quero te amar

 

Sinto muito gostar de você

Pro meu dia passar

Quis ouvir teu rio trazer

Flores num instante

Que eu vou agarrar, eu vou agarrar

Mas vai acabar, mas vai acabar

Confira o último vídeo do canal Minuto Indie:

Deixe uma resposta