post malone

Ozzy Osbourne diz que feat em novo álbum de Post Malone foi a melhor coisa que fez desde o Black Sabbath

O príncipe das trevas Ozzy Osbourne fez participação em álbum do “rapper” Post Malone e o resultado foi incrível.

Na última semana o americano Post Malone lançou seu terceiro álbum de estúdio chamado “Hollywood’s Bleeding” e contém várias participações especiais, sendo elas dos artistas DaBaby, Future, Halsey, Meek Mill, Lil Baby, Travis Scott, SZA, Swae Lee, Young Thug, Father John Misty e a mais inusitada de todas: Ozzy Osbourne.

A canção em que o príncipe das trevas colabora junto de Travis Scott se chama “Take What You Want”, e surpreendeu positivamente até mesmo os próprios artistas. A música fala sobre relacionamentos com uma sonoridade mais sombria e com ótimos riffs de guitarra.

Post Malone contou em uma entrevista para o programa americano Apple Music Beats 1, que a participação de Ozzy em seu álbum surgiu por meio do produtor Andrew Watt. Ele fez uma chamada de vídeo entre os artistas enquanto Osbourne estava em sua casa e pôde conversar com Malone.

“Nós conversamos e foi legal pra caralho. Ozzy Osbourne!”, comentou o artista.

Complementando a entrevista, Malone ainda disse o que tinha achado desse feat. incrível e compartilhando um breve (e significante) comentário de Ozzy:

“Eu acho que ele arrasou. Tipo, eu estava falando com o Watt e o Watt estava me contando, ele ficou tipo, ‘Essa é a melhor coisa que eu fiz desde o Sabbath — desde que eu comecei do meu jeito.’ Eu fiquei tipo, ‘Isso é gigante pra caralho. Eu estou honrado. Muito obrigado.'”

Confira a colaboração de Post Malone e Ozzy Osbourne:

Uma pequena nota sobre o Hollywood’s Bleeding de Post Malone:

Assim como essa inusitada parceria, o álbum Hollywood’s Bleeding é repleto de diferentes sonoridades entre as faixas. Levando em consideração à formula de sucesso presente nos grandes hits de Post Malone dos últimos anos. Canções que se destacam junto de “Take What You Want“, são “A Thousand Bad Times”, “Circles”, “I’m Gonna Be”, “Staring At The Sun” feat. SZA, “Myself” feat. Father John Misty e “Wow”.

Deixando um pouco de lado as letras sobre fama, farras e ostentação, o músico se mostra mais sensível e também mais versátil no uso de sua voz. A classificação de rapper ao qual Malone é reconhecido, se dissolve cada vez mais nesse terceiro disco. Nesse trabalho que é nitidamente o seu mais alternativo, o artista passeia muito bem por gêneros musicais que não se resumem apenas à elementos da música trap, que é tão usado por ele desde o início de sua carreira.

O novo álbum do Post Malone você pode ouvir clicando aqui.

Mais notícias sobre o mundo da música no Minuto Indie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Releated

Fortune Teller

Cyanish lança live session de Fortune Teller com produção de Chuck Hipolitho

Single faz parte do segundo EP da banda londrinense, que está em fase de pré-produção A banda londrinense Cyanish disponibiliza para o público a live session de Fortune Teller, gravada em junho de 2019 no Estúdio Costella (São Paulo) e produzida por Chuck Hipolitho. O single faz parte do seu segundo EP, que está em […]

turnê de despedida do Kiss

End of the Road World: O que o Brasil pode esperar da turnê de despedida do Kiss?

A banda Kiss promete muita emoção, com direito a quatro shows de despedida para os fãs brasileiros No início do ano, foi dado início à turnê de despedida do Kiss, a End of the Road World. Desde então, os caras estão passando por vários cantos fazendo apresentações especiais. Nos últimos dias, foi divulgada a informação […]

%d blogueiros gostam disto: