Os 25 melhores álbuns de Rock de 2018

O ano de 2018 foi um ano abençoado para o Rock. O gênero deu uma respirada com discos diferentes e inusitados, com grandes surpresas. Confira abaixo a lista dos 25 melhores álbuns de Rock de 2018, de acordo com a equipe do Minuto Indie. Mantivemos sem ordem de preferência, porque todos tem sua devida importância dentro desta lista.

Judas Priest – Firepower

Com certeza o melhor álbum do Judas Priest da década. É pesado e poderoso, fazendo jus ao título. A mixagem é excelente, com guitarras incríveis e riffs maravilhosos. Que retorno da banda.

https://www.deezer.com/br/album/57935042

Black Label Society – Grimmest Hits

Grimmest hits marca a volta de Zakk Wylde e sua banda, após o disco solo de Wylde de 2016. Com vocais agressivos à la Ozzy Osbourne, riffs pesados e reinvenção da banda são as características mais marcantes do novo álbum do Black Label Society.

https://www.deezer.com/br/album/54853812

Ghost – Prequelle

Prequelle é um álbum em comum à diversas listas de melhores do ano. O álbum do Ghost é um trabalho mais acessível ao público do metal em geral, sem deixar de abordar temas frequentes da banda. Uma grande evolução do grupo.

https://www.deezer.com/br/album/64572462

Breaking Benjamin – Ember

Ember é a sucessão de Dark Before Dawn (2015), seguindo a mesma linha já conhecida da banda, porém sem se tornar datado. Breaking Benjamin consegue se reinventar, trazendo refrões chicletes e melodias que ficam na cabeça, além de guitarras pesadas e muita influência do hardcore e do metalcore.

https://www.deezer.com/br/album/60686852

A Perfect Circle – Eat the Elephant

A Perfect Circle veio com um dos melhores discos do ano, após 14 anos de hiato. A banda traz uma nova sonoridade, aderindo aspectos eletrônicos e baladas ao repertório. O álbum é bem eclético, trazendo diferentes influências, desde algo mais sombrio a David Bowie e R.E.M.

https://www.deezer.com/br/album/61223332

Nine Inch Nails – Bad Witch

Bad Witch contém apenas 6 faixas e é o suficiente para criar uma atmosfera convidativa e extremamente interessante. É um trabalho cru, muito diferente dos outros lançados pelo Nine Inch Nails e vale muito a pena ser conferido.

https://www.deezer.com/br/album/63467672

Interpol – Marauder

Um dos discos mais aclamados de 2018, Marauder colocou Interpol de volta aos holofotes, depois de tanto tempo sem um trabalho relevante. Definitivamente um dos melhores do ano.

https://www.deezer.com/br/album/70484372

Halestorm – Vicious

A banda liderada por Lizzy Hale está de volta com um dos melhores discos de hard rock do ano, novamente a banda traz influências do hard rock e heavy metal e até glam metal. Com temáticas pertinentes, Halestorm volta a se reafirmar como uma das grandes bandas de rock lideradas por mulheres.

https://www.deezer.com/br/album/68982971

Stone Temple Pilots – Stone Temple Pilots (2018)

Muitas bandas se perdem após perder membros importantes. O que não é o caso de Stone Temple Pilots. Em seu novo auto-intitulado, a banda se mantém no rock melódico, pelo o que é conhecida. O grupo consegue lançar um disco exuberante que com certeza os fãs antigos irão amar.

https://www.deezer.com/br/album/58575252

Machine Head – Catharsis

Catharsis abriu Machine Head para os fãs de metal comercial. O disco inclui mais grooves e linhas melódicas do que os outros trabalhos da banda, casando com o peso dos vocais e das guitarras, com linhas de baixo absurdas. Por mais que não tenha sido tão bem recebido no seu lançamento por conta das mudanças no som, Catharsis está no coração de muitos fãs de metal e deve ser lembrado pela sua grande qualidade.

https://www.deezer.com/br/album/55516842

Daughters – You Won’t Get What You Want

O melhor disco do ano para Anthony Fantano, do The Needle Drop, o maior canal de música do mundo, não poderia deixar de estar nesta lista. You Won’t Get What You Want é o mais recente álbum da banda de noise rock Daughters. O disco é, de início, estranho, porém incrivelmente imersivo, e depois de imerso não tem como voltar. O álbum traz linhas de guitarras e sons inusitados extremamente ricos. O grupo constrói uma atmosfera fantástica, prendendo a atenção do ouvinte aos poucos. Realmente a grande pérola de 2018.

https://www.deezer.com/br/album/69130982

Sleep – The Sciences

Após 15 anos de hiato, a banda Sleep lançou um dos melhores discos do ano: The Sciences. Seguindo na linha stoner, o grupo consegue os melhores riffs da sua carreira, além de homenagear Black Sabbath.

https://www.deezer.com/br/album/61366322

Behemoth – I Loved You at Your Darkest

Behemoth, em seu novo álbum, continua a explorar os gêneros de Death Metal e Black Metal. Com instrumentais ainda mais complexos, a banda consegue adicionar ainda mais elementos sem se tornar confuso. Um excelente discos para os fãs do gênero.

https://www.deezer.com/br/album/73529142

Immortal – Northern Chaos Gods

O retorno triunfante de Mighty Ravendark ao Immortal é marcado pelo lançamento de Northern Chaos Gods, um disco épico, pesado e poderoso, como deve ser um álbum de Black Metal norueguês. Que retorno, pessoal!

https://www.deezer.com/br/album/66521002

Black Rebel Motorcycle Club – Wrong Creatures

O disco Wrong Creatures do Black Rebel Motorcycle Club é exatamente o esperado, porém isto não tira o mérito do grupo. O álbum é incrivelmente relevante, com detalhes que dão ao trabalho sua própria identidade. Após 20 anos de carreira, a banda continua produzindo música de qualidade e relevante historicamente.

https://www.deezer.com/br/album/54467532

Tonight Alive – Underworld

O novo disco do Tonight Alive mostra que a banda não tem medo de mudar sua sonoridade, além de levantar temas como womenhood, redes sociais e depressão de forma muito madura e interessante. Underworld marca uma melhora gigante no som da banda, tornando-os grandes nomes do rock alternativo atual.

https://www.deezer.com/br/album/53623892

El Efecto – Memórias do Fogo

Memórias do Fogo é um disco que aborda temas históricos, com influências do samba e do progressivo. El Efecto mistura diversos gêneros, e o resultado é um som orgânico, extremamente natural. O álbum torna-se um tem obrigatório para a música brasileira, exatamente por transmitir tanta brasilidade de uma forma poética e incrivelmente linda.

https://www.deezer.com/br/album/57441672

The Vaccines – Combat Sports

Com influências de punk rock, Combat Sports marca o retorno de The Vaccines. O disco traz a sensação de renovação. O trabalho é marcado pelo o que já é conhecido da banda, porém com novos elementos que fazem do álbum ser um dos grandes lançamentos do ano.

https://www.deezer.com/br/album/59120042

Oh Sees – Smote Reverser

O novo álbum da banda de garage rock Oh Sees, Smote Reverser, inclui influências do metal, psicodélico, blues e jazz. Por mais que algumas músicas incluam baterias frenéticas e guitarras à la Black Sabbath, o disco apresenta faixas com mais melódicas, com uma mistura de gêneros incrivelmente orgânica, abrindo espaço para esperar grandes novidades vindas do grupo nos próximos trabalhos.

https://www.deezer.com/br/album/64325072

The Kooks – Let’s Go Sunshine

O novo disco do The Kooks traz a sonoridade já conhecida da banda com novos elementos incorporados ao álbum. O quinto trabalho de estúdio dos britânicos é fluido, com influências do rock, pop e britpop, com um gostinho de final da tarde. Um disco extremamente agradável.

https://www.deezer.com/br/album/71505132

CarSeat Headrest – Twin Fantasy

A nova versão do disco de 2011, agora pela Matador Records, é um pouco mais polida e menos lo-fi. Twin Fantasy, o conceitual disco da banda de Will Toledo, nos apresenta uma faceta mais contida e menos agressiva do Car Seat Headrest, mas não menos interessante. Durante as as dez faixas vivemos, junto com o eu lírico, uma relação extremamente conturbada.

https://www.deezer.com/br/album/56233712

P.O.D. – Circles

De nu-metal a reggae, Circles é um disco fluido e muitíssimo agradável de se ouvir. P.O.D. fica cada vez melhor a cada álbum de estúdio lançado. Com influências de hip-hop e metal, a banda conseguiu lançar um dos melhores trabalhos da sua carreira.

https://www.deezer.com/br/album/78627832

Courtney Barnett – Tell Me How You Really Feel

A australiana Courtney Barnett lançou um dos melhores discos alternativos de 2018, o aclamado Tell Me How You Really Feel. Com nuances sonoras mais canalizadas e um aspecto introvertido, Courtney entregou um disco polido, sincero e cativante.

https://www.deezer.com/br/album/55187462

Parquet Courts – Wide Awake!

Wide Awake! é o sexto disco da banda americana de indie rock Parquet Courts, mas com todo o vigor que possui, poderia facilmente se passar por um debute. Para toda uma geração apaixonada pela explosão do rock alternativo nos anos 2000, impulsionada pelos Strokes, esse disco é certamente bem mais que um presente: tônus, atmosfera pós-punk e muita energia.

https://www.deezer.com/br/album/63066902

Beyond The Black – Heart of the Hurricane

Heart of the Hurricane foi uma das grandes surpresas do ano. Com influências de Iron Maiden, Within Temptation e Nightwish, a banda Beyond The Black traz um dos melhores discos de rock do ano. O álbum traz influências de metal sinfônico, Thrash Metal e gótico no repertório. O disco tem faixas com refrões chicletes, solos de guitarras muitíssimo bem trabalhados, riffs pesados e linhas de baixos muito interessantes. Um grande achado de 2018.

https://www.deezer.com/br/album/65222612

Deixe uma resposta