Novo álbum do 2DE1 retrata angústias e lutas da juventude atual

Novo álbum do 2DE1 retrata angústias e lutas da juventude atual

Íntimo e questionador, “Ferida Viva” simboliza a intensidade da vida real e a busca por mudanças

“Sinto vir vindo no vento o cheiro da nova estação. Eu sei de tudo na ferida viva do meu coração”. Composta em 1976 por Belchior, em meio à ditadura militar, a canção Como Nossos Pais retrata a desilusão de uma juventude reprimida. Como qualquer semelhança não é mera coincidência, o sentimento angustiado do artista pode ser visto também na juventude atual. Assim como a esperança e a luta por mudanças que surgem como um fôlego para continuar seguindo. Imersos nesse significado, o duo 2DE1 resgata sua essência mais íntima para o lançamento do novo álbum, Ferida Viva, que traz canções sinceras e profundas que simbolizam a nova fase da dupla.

O novo trabalho representa a intensidade da vida real. A luta diária que nos coloca a frente de questões como solidão, amadurecimento, sentimentos, sexo, ansiedade, relações pessoais e o cenário atual da sociedade. O show de lançamento de Ferida Viva acontece no dia 8 de novembro, no Teatro Viradalata em São Paulo, com participações especiais de Jup do Bairro e Natália Noronha.

Ferida Viva traz os irmãos gêmeos Fernando e Felipe Soares de forma crua, transparente e com sentimentos à flor da pele, deixando evidente a conexão que os une.

“É como se estivéssemos voltando para a nossa origem, onde tudo começou. Falamos sobre nós mesmos, sobre os outros, sobre o coletivo como um todo. É a consciência de que para ser livre, é preciso continuar lutando”, conta Felipe.

Sobre o trabalho

A primeira canção, Meus Amigos, retrata a ameaça e violência contra os LGBTQ+. Sendo a motivação para a criação do álbum, que também questiona o momento político atual do Brasil.

“Sentimos que precisávamos gritar sobre o que está acontecendo aqui. O álbum é a nossa melhor maneira de falar sobre isso e, de alguma forma, incentivar as pessoas a falarem também para que possamos lutar juntos”, completa Fernando.

Sonoridade

O disco, que traz toques de R&B e MPB, teve direção e produção realizada por Felipe e direção criativa por Fernando. Esses fatores que garantiram um resultado final ainda mais genuíno artisticamente. A artista Jup do Bairro faz uma participação especial na canção Caju, que metaforicamente aborda a fetichização de corpos trans, além da falta de responsabilidade afetiva. Natália Noronha, vocalista da banda Plutão Já Foi Planeta, participa em dueto da música Desencontro, que representa os relacionamentos amorosos e de que maneira nós nos desencontramos ao projetar no outro uma idealização pessoal.

Ferida Viva também traz canções como Pacto de Sangue. A letra escrita sobre a conexão e cumplicidade vividas pelos irmãos, e Rainha, que simboliza todos os aprendizados de Fernando com Triz, personificação de sua drag queen presente nos palcos do disco anterior, Transe, e que agora abre espaço para um Fernando despersonificado, simbolizando essa mistura andrógina que Triz trouxe para sua vida.

SOBRE 2DE1

Dois irmãos e uma infinitude de sons. Assim se mostra o duo 2DE1, formado pelos irmãos gêmeos Fernando e Felipe Soares. O primeiro álbum da banda, Transe, se destaca pela sonoridade brasileira e envolvente já característica da dupla. São 10 faixas apaixonantes, criadas a partir de uma mistura fluida que desliza do pop ao blues, passando também pela MPB, o eletrônico e o jazz. Amor livre e a liberdade para ser você mesmo são os dois pilares do álbum, que tem como objetivo incentivar a luta pela aceitação.

De Transe para Ferida Viva, 2DE1 mostra a evolução musical e pessoal a partir da sonoridade e das letras das canções, com um caminho até a conexão com a sua própria essência. A trajetória carrega consigo um ponto de conexão que representa o duo: a busca diária pela liberdade interna e externa e os receios e alegrias que ela pode despertar.

SERVIÇO

2DE1 em São Paulo: Lançamento Ferida Viva

Data: 8 de novembro

Horário: 21h

Local: Teatro Viradalata (Rua Apinajés, 1387 – Sumaré, São Paulo)

Valor: R$ 30 (inteira) R$ 15 (meia)

Ingressos: https://bileto.sympla.com.br/event/62903/d/74679

2DE1

Mais notícias no Minuto Indie.

Inscreva-se em nossa newsletter. Utilize a aba lateral e informe seu e-mail. Receba notícias antes de todo mundo!

Eduardo Da Costa

Eduardo Da Costa

Editor-chefe do site Minuto Indie. Graduado em jornalismo e pós-graduado em marketing digital e comunicação para redes sociais, amante de música, esportes, cinema e fotógrafo por hobby. Siga-me nas redes sociais: Facebook: duffnfedanfe; Instagram: nfedanfe; Twitter: _duffe; Last.Fm: duffhc3m; Pinterest: duffe_;

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: