Com temática sobre a luta contra o câncer, Juca Chuquer lança clipe

Com temática sobre a luta contra o câncer, Juca Chuquer lança clipe

No mês de cuidados com a saúde da mulher, “Começar de Novo” teve como inspiração a história de superação vivida por uma amiga do artista

Uma história de luta inspirou Juca Chuquer. Lutar sorrindo, vencer batalhas, viver um dia de cada vez e começar de novo. Após um diagnóstico de poucos meses de vida, 51 quimioterapias, 26 radioterapias e 1 ano e meio de tratamento, Fernanda Natel venceu a luta contra um câncer raro e agressivo. O nódulo, que inicialmente era considerado benigno, na verdade tinha sido erroneamente diagnosticado e, naquele momento, as proporções da doença já eram bem maiores.

Mas uma constante se manteve firme em toda essa trajetória. O sorriso sempre estampado no rosto até nos momentos mais difíceis. A resiliência de Fernanda foi a inspiração para a composição de seu amigo Juca Chuquer, começar de Novo, que simbolicamente transmite a mensagem de esperança e fé na vida. A música faz parte do novo EP de Juca, com 3 canções produzidas pelo Midas Music com toque mais eletrônico em um pop moderno, disponível em todas as plataformas digitais.

“E a luta pra quem vai sorrindo diz o quanto a gente é capaz de encontrar a luz até nas sombras que a nossa vida às vezes faz” é um trecho da canção que ganhou clipe dirigido por Eduardo Svezia, coreografado pela bailarina Renata Bardazzi simbolizando por meio de seus passos de dança os momentos de luta vividos por Fernanda, que também faz uma aparição ao final. “Sempre que eu digo que amor, carinho e atenção curam, eu não falo porque é clichê, eu falo porque é real! A música do Juca tem o poder de ajudar na cura, não só de uma doença como o câncer, mas na cura de acontecimentos que às vezes nos tiram a fé. Mostra o quanto o sorriso muda tudo, o quanto o sorriso mostra do que somos capazes de muita mais do que imaginamos”, conta Fernanda.

A história

Para Juca, a história de sua amiga é um grande aprendizado que ele vai levar para o resto da vida. “Foi muito inspirador ver a garra dela para vencer o câncer. A reflexão que eu tiro é que devemos aproveitar a vida ao máximo e reconhecer tudo o que temos e as pessoas que amamos, pois nunca sabemos como vai ser o dia de amanhã”, explica Juca. A história é embalada em violão delicado, que abre uma nova MPB com toques de piano que se transformam em pop animado no refrão.

Além de Começar de Novo, o EP traz outras duas canções com direção artística de Rick Bonadio: Amigo, que nasceu como uma forma de agradecimento ao grupo de amigos de longa data de Juca em uma melodia mais bossa nova; e Reencontro, que mistura MPB raiz com arranjos eletrônicos e contemporâneos.

SOBRE JUCA CHUQUER

Não tem nada mais simples do que uma composição de violão e voz. E quando o artista acerta nesses dois elementos básicos, o resultado é sempre marcante. A alma de suas canções em melodia leve e simples é uma constante no trabalho de Juca, que também traz arranjos eletrônicos para o novo trabalho.

Sua veia artística certamente vem de sua infância, com mãe bailarina e seu pai tocando violão diariamente para os filhos cantarem e dançarem. Nas viagens que a família fazia aos finais de semana, a trilha sonora passava invariavelmente por MPB, Bossa Nova e Beatles.

O irmão Tó Brandileone, não por acaso, se tornou produtor e músico também, atualmente integrante do grupo 5 a seco. Cantar nunca foi um desafio para Juca, mas sim um dom que veio naturalmente para a sua vida. Desde os 11 anos de idade com um violão nas mãos, o artista foi aprendendo sozinho os seus primeiros acordes.

Em 2015, o seu trabalho ficou conhecido nacionalmente quando Luiza Possi gravou a sua composição, Pode Vir, música que batizou o primeiro álbum de Juca, lançado em 2015. Com produção de seu irmão, o disco traz o repertório de primeiras composições do artista.

Ouça o EP completo no Spotify

Instagram > https://www.instagram.com/jucachuquer

FICHA TÉCNICA

Direção: Eduardo Svezia
Assistente de direção: Fernando Torres
Direção de fotografia: Vinicius Oliveira
Produção executiva: Maria Espiaut
Coordenação de Produção: Camila Araújo
Produção de set: Camila Araújo
Direção de arte: Lueli Marks
Figurino: Carine Cedraschi, Flavia Rossette
Maquiagem: Anna Rita Trunkl
Caracterização: Eliana Mart, Sheyla Maciel
Iluminação: Ronaldo Macalé
Assistente de iluminação: Vagner Marciano
Edição: Edu Burger
Finalização: Edu Burger
Coaching: Paula Bonadio
Bailarina: Renata Bardazzi

Juca Chuquer

Mais notícias no Minuto Indie.

Eduardo Da Costa

Eduardo Da Costa

Editor-chefe do site Minuto Indie. Graduado em jornalismo e pós-graduado em marketing digital e comunicação para redes sociais, amante de música, esportes, cinema e fotógrafo por hobby. Siga-me nas redes sociais: Facebook: duffnfedanfe; Instagram: nfedanfe; Twitter: _duffe; Last.Fm: duffhc3m; Pinterest: duffe_;

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: