Josh Klinghoffer conta detalhes sobre sua saída do Red Hot: “Parecia uma morte”

Josh Klinghoffer conta detalhes sobre sua saída do Red Hot: “Parecia uma morte”

A novela entre Josh Klinghoffer e Red Hot Chili Peppers ainda não acabou

Desde dezembro de 2019, o guitarrista Josh Klinghoffer já não faz mais parte do Red Hot Chili Peppers. Mesmo quase 2 meses após o anúncio, ainda se fala muito sobre como foi essa mudança que levou o membro das antigas, John Frusciante, de volta à banda.

Como te contamos por aqui, os maiores burburinhos são a respeito da possível reação de Klinghoffer ao ser substituído por Frusciante. Inclusive, o baterista do grupo, Chad Smith, deu alguns detalhes sobre o momento. Mas agora a fase da novela é do próprio protagonista. Josh Klinghoffer resolveu falar abertamente sobre sua saída.

É a segunda vez que isso acontece. Na primeira, o ex-guitarrista do Red Hot concedeu entrevista ao Podcast de Marc Maron. A participação dele no programa foi confirmada quando ele ainda fazia parte da banda, e o podcast foi ao ar no fim de janeiro. Mas dias depois, exatamente no último dia do mês, a revista Rolling Stone publicou uma conversa com Josh, que deu muitos detalhes sobre um dos últimos momentos mais dolorosos de sua carreira: a reunião de demissão. É sobre ela que falaremos hoje.

A entrevista é puro desabafo. O músico conta que, no dia anterior à sua demissão, recebeu uma mensagem de texto do baixista Flea, comunicando sobre a reunião. Ele pensava que seria sobre a possível gravação de um novo disco. Quando ele chegou no local, todos já estavam lá.

“Flea parecia sombrio quando eu entrei e ele simplesmente disse: ‘Nós decidimos chamar o John de volta‘, e eu só fiquei quieto por um segundo e disse: ‘não estou surpreso. Gostaria de ter feito mais para que tornasse isso impossível, mas estou feliz por vocês.’ Fiquei feliz pelo John. Eu queria deixar meus sentimentos intocados naquele momento, que eram só amor por aqueles caras. [Pausa] Eu amo aqueles caras profundamente. Eu nunca me vi merecendo estar no lugar de John.”

Josh também conta que, quem mais falava era Flea e que, provavelmente, aquela decisão teria sido devido a conexão entre ele e Frusciante. Para Klinghoffer, a decisão foi dolorosa para o vocalista Anthony Kiedis. “Vejo Anthony como uma pessoa sensível, solidária e paterna“, disse. Sobre Chad Smith, ele conta que recebeu uma mensagem do baterista antes de chegar em casa, após a reunião – que durou “cerca de 35 a 40 minutos”.

“Eu disse [a Anthony, Chad e Flea]: ‘Minha natureza é me levantar e ir embora, mas existe um peso que me mantém aqui porque é a última vez que seremos nós quatro e eu só quero ficar aqui por um minuto.'”

“Parece um anúncio de morte”, disse Klinghoffer sobre a publicação da banda comunicando sua saída

O tempo entre o encerramento da reunião e a chegada de Josh Klinghoffer em casa foi o suficiente para que suas redes sociais se enchessem de mensagens. Em menos de uma hora do abraço de despedida dos 4 músicos que trabalharam juntos de 2009 a 2019, os perfis do Red Hot Chili Peppers já estavam estampados de uma imagem de fundo preto com letras em branco. 

“Claramente, foi Flea quem publicou a mensagem. Fiquei surpreso. E parece exatamente como um anúncio de morte. Por um lado, isso me salvou de ter que contar para as pessoas, então, eu só cheguei em casa com meu café e fiquei do lado de fora, no quintal, e mandei uma mensagem para as pessoas durante as próximas três horas, sem parar. Eu realmente sentia isso como uma morte, mas quantas vezes você se afasta da morte e vive o resto da sua vida? Então eu sentei lá no quintal com o coração muito pesado. Foi uma tarde emocionante e isso é algo que, para mim, é agradável de sentir porque eu não consigo desacelerar e sentir as emoções com frequência.”

Josh também relembra que Anthony e John se encontraram cerca de 1 ano e meio atrás, e depois o então ex-guitarrista da banda procurou o empresário de turnê deles. Apesar de não saber que John estava conversando com os outros membros sobre a possibilidade de voltar, toda vez que Josh ouvia falar algo sobre isso, ficava desconfiado. “Me lembro de uma vez que Flea e John foram a um evento juntos, como uma luta de boxe, e tinham fotos dos dois na internet. Eu fiquei tipo: ‘Isso poderia acontecer? Isso aconteceria?’, recorda.

Apesar dos pressentimentos, Klinghoffer preferiu não falar com Flea sobre o assunto, já que eles estavam compondo um álbum e ele tinha esperanças de que lançassem – o que não aconteceu.

Durante o papo, o entrevistador da Rolling Stone comparou a situação de Josh (quando descobriu que John estava saindo e tendo contato com Flea e os outros) com a sensação de ser traído por alguém que você está saindo e descobrir que esse alguém está jantando com o ex.

“É, exatamente! Eu não sabia que John e Flea estavam se encontrando no nível em que estavam. Porque quando eles me contaram [quando fui demitido], eu disse, ‘Bem, não estou surpreso’, e Flea disse ‘Eu acho que você sabe, eu tenho me encontrado com John… tocando’, e eu disse: ‘Eu não sabia que vocês estavam tocando’. É simples assim.”

Continuando a comparação de duplo sentido, o entrevistador pergunta: “Então é como deixar um ex voltar à sua vida?“. Josh responde que sim. “E você sempre olha para aquele ex e deixa voltar“. Como fã do trabalho extenso de John Frusciante, o então ex-guitarrista do RHCP diz que sabe que não deve comparar o relacionamento dele (com os outros membros) com o relacionamento deles com Frusciante.

Ele acrescenta que, se essa substituição tivesse acontecido há cinco anos, provavelmente ele teria se sentido muito pior. “Isso teria confirmado todas as minhas piores intuições sobre o quanto sou péssimo e inútil como pessoa. Eu teria sucumbido aos pensamentos negativos que nossos cérebros adoram lançar contra nós. Mas agora, depois de termos trabalhado juntos por 10 anos e escrito três álbuns, me deram um certo espaço de manobra.”, reflete.

“Tenho muito orgulho do que fiz junto com eles, musicalmente e pessoalmente, com o acolhimento que recebi quando entrei. Estou orgulhoso disso, e se isso acontecesse há cinco anos, eu teria pulado de uma ponte”.

Josh deixou mensagem para os fãs, contou sua opinião sobre os dois álbuns que gravou como guitarrista do RHCP, e mais sobre suas emoções. A entrevista completa está traduzida no site oficial brasileiro da banda. Clique aqui para acessá-la.

Mais notícias no Minuto Indie. Curta nossa página no Facebook.

Sabryna Moreno

Sabryna Moreno

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: