Influências do indie marcam ‘Lighthouse’, novo álbum de Gabriel Vendramini

Em seu segundo álbum, Gabriel Vendramini conta com participações especiais, como Marisa Brito

Após um hiato de mais de 10 anos, Gabriel Vendramini está de volta ao mundo musical e autoral com Lighthouse. Mais intenso que o primeiro álbum e cheio de influências do indie, o trabalho tem 13 faixas produzidas, gravadas e mixadas pelo próprio Gabriel.

“Tanto em motivação, quanto em inspiração e na parte das influências eu cito o Do It Yourself (DIY). É simples, não há desculpa quando você se propõe em sujar as mãos. Em questão de sonoridade, o disco está mais denso do que o primeiro. O Brick By Brick é um disco mais voltado a solos de guitarra. No Lighthouse a minha vontade é de fomentar um diálogo com quem for buscar as letras enquanto ouve”, explica Gabriel.

O disco tem muitas participações especiais de várias nacionalidades. Dentre elas estão Kevin Lynch e Mark Vecchiarelli, da banda estadunidense Shades Apart; a youtuber italiana Hilary Floyd; Mark Thomas Klupfel, do grupo estadunidense Action Action; e a cantora brasileira Marisa Brito.

“Gostei muito do trabalho da Marisa e, enquanto trabalhava no repertório do disco, senti a falta de vocais femininos para essa faixa (Choir of Love). Ela aceitou sem hesitar, matou tudo em menos de meia hora, tudo no primeiro take. E ainda criou uma harmonia de voz para a seção do solo de guitarra”, elogia Gabriel.

O outro vocal feminino, Hillary Floyd, surgiu da necessidade de encaixar uma voz suave com a dele para a música Safe. Voltando para as vozes masculinas, os integrantes da Shades Apart se uniram, apesar do hiato da banda, para gravar a música King of Stone. Mark Thomas Kluepfel, da banda indie Action Action, está na faixa Thomas Crapper, que ganhou lyric vídeo.

SUPER FÃ:

“Falar sobre a participação do Mark Thomas Kluepfel é sempre muito emocionante pra mim. Quando recebi a resposta de que ele participaria da música eu tremia dos pés à cabeça. O convite era somente (porque eu não queria incomodar) para ele cantar o refrão comigo, mas, quando ele me entregou a parte dele para a música eu recebi 10 trilhas de voz. Ele fez TUDO que eu sempre amei no trabalho dele na minha (nossa) música. Enfim, pegue seu melhor fone de ouvido e sinta o que eu estou dizendo”, emociona-se Gabriel.

Gabriel Vendramini produziu, mixou e gravou o Lighthouse como um desafio para com a indústria musical brasileira, que está cheia de grandes artistas deixados de lado pelo medo de criar algo sozinho.

PRÊMIO:

Gabriel foi indicado ao Prêmio Gabriel Thomaz de Música Brasileira na categoria Suspeito com a música Catchy Chorus.

Ouça abaixo:

MI NO YOUTUBE:

Deixe uma resposta