Exclusivo: FMFL lança segundo single do álbum de estreia “Hear my Heart”

Novo projeto de Adam Matschulat (Godasadog, Matschulat) une o minimalismo a uma dosa forte de emoção e afeto. Conheça FMFL!

Nascido em São Paulo, no final da década de oitenta, Adam Matschulat é um produtor musical e, ao lado de Victor Meira (Bratislava), toca um projeto de música eletrônica extremamente singular, o Godasadog. Adam é um desses brasileiros que, por escolha do destino ou motivos pessoas, resolveu encarar uma vida fora do país, mesmo hoje ele vivendo de forma estável, tem sua parceira, produz artistas e bandas e ainda existe a saudade da terra natal.

Adam agora estreia um novo projeto musical, intitulado FMFL (acrônimo de “Functional Music for Lovers”) é uma experiência curiosa onde o synthpop e a melancolia trabalham lado a lado, de maneira tão delicada quanto emocionante.

O single “Hear my Heart”, que estamos lançando primeiro no Minuto Indie, fala sobre arrependimento, devoção e saudade. A faixa é o segundo single do álbum com mesmo nome, previsto para maio. Conversamos com Adam Matschulat sobre o processo de composição desta obra, confira agora: 

MI – Olá, Adam! Conheci seu trabalho por conta do Godasadog, projeto de música eletrônica que produz ao lado do Victor Meira (Bratislava).  “Hear my Heart” é sua estreia como vocalista num projeto musical, e você trabalha com produção musical. Como foi viver a experiência de se autoproduzir?

Adam: Foi interessante me autoproduzir. O processo criativo foi feito debaixo da minha lupa de produtor, foi frustrante! Não foi fácil, acho que criar canções é que nem criar uma escultura: começado com uma massa bruta e ir lapidando. Como produtor eu sempre tento ajudar os artistas a chegar a essa essência, ajudo a jogar uma luz em ângulos que talvez ainda não foram considerados para o artista continuar lapidando e dessa vez eu nem tive tempo de jogar a massa bruta na mesa, já estava lapidando minhas ideias dentro da cabeça, mas cheguei lá.

MI – Eu percebo que o single “Hear my Heart” é um trabalho muito sentimental, como é explorar essas emoções e transforma-las em música?

Adam: É um processo muito, mas muito compensador, vale a pena, é difícil mas é um processo lindo e doloroso. É catártico! Esse álbum inteiro que vai sair dia 28/05 foi um processo colossalmente catártico pra mim. Acho importante ser transparente aqui e vou apostar na honestidade e transparência. Esse álbum, onde Hear My Heart é uma das últimas canções do disco, veio da experiência que estou tendo lidando com a depressão da minha parceira. Saúde mental é um tabu ainda, pessoas não gostam de pensar que precisam de terapia, mas ao mesmo tempo antidepressivo é prescrito como se fosse Aspirina. Psicanálise é contra produtivo nessa sociedade onde tempo é dinheiro, empregado tem que trabalhar. Acho importante falar sobre isso então vou abrir o jogo.

Capa do Single “Hear my Heart”.

MI – O disco virá seguindo esta mesma temática?

Adam: O disco gira em torno dessa minha vivência, minha dificuldade em lidar com a depressão da minha parceira. Ela sofre de uma doença autoimune que afeta a tireoide e por conta disso tem episódios de depressão. É uma situação super frágil, complexa e dolorosa para ambos…. Ela traz pra frente ondas tsunamis de medo e insegurança. E criar esse disco foi extremamente catártico e terapêutico pra mim. A temática é o resultado desse processo de autoprodução, de investigação. Sei que criei miniuniversos gentis e carinhosos, de consolação, de promessas, de devoção.

MI – Apesar de não morar mais no Brasil há muitos anos, você tem uma grande conexão com o país, né? Foi aqui que você nasceu, é aqui onde a outra metade do Godasadog está e provavelmente ainda existem muitas outras ligações afetivas com origens brasileiras. Você já planeja trazer uma apresentação do FMFL ao Brasil?

Adam: Te falar, é difícil morar longe.. Especialmente quando passamos por perrengues emocionais. A saudade aperta e a distância se faz muito presente. Sim, minha família toda está no Brasil. Grandes amigos e tenho muito apego sim a São Paulo, amo a cidade. Se a oportunidade surgir com certeza adoraria apresentar o FMFL aí. Ultima vez que visitei o Brasil apresentamos o Godasadog no Teatro da Rotina e foi uma delícia. Melhor casa de show de SP!

MI no YouTube:

Deixe uma resposta

Releated

MI INDICA: Quem diabos são os Arctic Monkeys?

MI INDICA: Quem diabos são os Arctic Monkeys?

E as indicações de bandas não podem parar!   E assim como a quarentena continua mantida nosso projeto de indicações também continua a todo o vapor por aqui. Depois da indicação de Catfish and the Bottlemen, por uma de nossas colaboradoras, hoje vim falar um pouquinho sobre uma de minhas bandas preferidas mas que nem […]

Lady Gaga organiza festival para incentivar o isolamento, confira os artistas que estão confirmados!

“One World: Together at Home” terá Billie Eilish, Elton John, Eddie Vedder, Chris Martin, Lizzo, Stevie Wonder e mais Seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), realizar o isolamento social é de extrema importância para o bem comunitário durante os surtos do novo coronavírus. Se tratando de uma pandemia que vem provocando mortes […]

%d blogueiros gostam disto: