Entrevista: DEF fala sobre nova formação e mais

Em entrevista exclusiva a banda carioca DEF fala sobre mudanças na formação e novos planos.

Arte: Nina.

Entrevista por Rafael Ribeiro

O primeiro, e até o momento único, trabalho de estúdio lançado pela banda DEF veio em 2016, na ocasião o projeto era ainda um trio e divulgava “Sobre os Prédios que Derrubei Tentando Salvar o Dia (Parte 1)” pelo selo, também carioca, Bichano Records. De lá pra cá muita coisa mudou, o Bichano Records acabou, a DEF mudou sua formação e montou um selo, o Cosmoplano Records.

Na formação agora um quarteto, Def, Victor, Duda e Dennis se preparam para gravar a sequencia de “Sobre os Prédios”. O Rafael Ribeiro conversou com a banda sobre as mudanças na formação e os novos projetos. Confira:

MI – Por quê aconteceu o processo de troca de formação da banda?

DEF: Basicamente, os objetivos dos integrantes não estavam coincidindo no mesmo denominador. Tanto a Nathanne quanto Mateus são músicos extremamente incríveis, mas foi uma questão mesmo de objetivos. Agora, com a nova formação, a gente conseguiu chegar em um denominador comum, temos feitos coisas no estúdio, que ao meu ver, são incríveis e acho que com o tempo, vendo de uma ótica externa, a galera vai entender o porquê dessa mudança. Além de que no primeiro EP foi praticamente tudo na pressa. A gente já tinha uma demo e chegou o pessoal pra tocar. Agora a gente tá tentando chegar em algo mais redondo, como banda mesmo, todo mundo criando e dando uma parte de si no processo criativo.

MI – Como ficou a nova formação?

DEF: Entrou o Victor que ficou no baixo e tem uma voz incrível, mas não canta porque tem vergonha. A Duda pegou na guitarra e também está cantando.

Def em sua nova formação.

MI – E como aconteceu o convite para os novos integrantes?

DEF: Acho que no primeiro momento, cogitamos fazer tudo sozinhos, sem gente nova. Certo dia, a Débora chegou com o convite de trazermos a Duda que tem uma energia incrível e o Victor que é meio o manda chuva, o cara que consegue fazer tudo da melhor forma possível. É uma formação que não pensamos que teríamos tão cedo. Apesar de ter sido um choque, foi algo uniforme. Todo mundo conseguiu se entender

MI – A essência da DEF vai continuar nesse novo EP?

DEF: Todas as músicas do “Sobre os prédios” são músicas compostas em 2012,2013 e 2014; são músicas bem antigas. Agora a gente está fazendo coisas novas que são músicas do Dennis, da Duda e do Victor. A gente vai misturar isso tudo e ver no que dá. Estamos, de certa forma, mais abertos e vai ser realmente uma mistura.

MI no YouTube:

Deixe uma resposta