Echosmith lança "Lonely Generation"

Echosmith lança “Lonely Generation”, primeiro álbum em sete anos

A banda, dona do hit “Cool Kids”, renova o indie-pop logo no começo do ano

Demorou, mas chegou: o Echosmith lançou seu segundo disco completo, “Lonely Generation”. O álbum, feito pela Echosmith Music, gravadora fundada em 2018 em parceria com a Warner Music, chega sete anos depois do primeiro disco do grupo, Talking Dreams, e de muita turnê, EPs e projetos paralelos dos membros da banda. Para os entusiastas de indie pop, é uma notícia e tanto.

O NOME DO DISCO

O nome do disco, como a tradução sugere, é inspirado pela geração cheia de redes sociais e de solidão, de acordo com a vocalista Sydney Sierota, que disse em entrevista para a Billboard:

“Nós estamos esquecendo que precisamos de relacionamentos reais, substanciais e profundos em nossas vidas além das redes sociais. Elas podem ser usadas para o bem, mas não podem substituir aquela conexão da vida real”

Curta também nossa página no Facebook.

AS FAIXAS

Dois singles já haviam sido liberados: “Lonely Generation” e “Shut Up and Kiss Me”. Na mesma entrevista para a Billboard, Sydney conta que o primeiro single, que dá nome ao álbum, veio “realmente do coração” dela e de seus irmãos e companheiros de banda, Noah (baixista) e Graham (baterista). Um refrão que diz “Somos a geração solitária/ Uma versão pixelada de nós mesmos/ Conversas vazia/ Eu me desconectei, agora estou sozinho“ contrasta com o tom otimista criado pelo trio.

Já a segunda, Shut Up and Kiss Me, fala sobre relacionamentos, como conta a vocalista do Echosmith:

“Essa música é tão eu. Eu acredito inteiramente em ser direto sobre como você sente e não ficar fazendo joguinhos. O começo de um relacionamento é tão divertido e romântico, mas às vezes tudo que você precisa dizer é cala a boca e me beija logo”

O álbum inteiro tem influência dos anos 80 e fala sobre muita coisa: ansiedade, facilidade em se sentir sozinho, como em “Scared to Be Alone”, se sentir preso, seja no passado, em relacionamentos ou na vida, como na balada “Stuck”. O disco também transita em músicas dançantes, como “Lost Somebody” ou “Love You Better e músicas como “Everyone Cries”, um voz e piano que conta com o dueto de Sydney Sierota, com seu vocal inconfundível, e o irmão Noah. “I Don’t Wanna Lose My Love” é uma das faixas mais tristes – se não a mais triste – do álbum e também a última.

MI NO YOUTUBE

Veja mais notícias no Minuto Indie.

Deixe uma resposta

Releated

Harry Styles Falling

Harry Styles fica submerso no vídeo de “Falling”, seu novo single

Canção é o quarto single do disco “Fine Line” O cantor Harry Styles lançou seu novo single Falling nesta sexta feira (28), com mais um excelente videoclipe e diga-se de passagem, bastante emocionante. A música é um dos destaques do seu segundo e elogiado álbum de estúdio, que já emplacou outros grandes hits desde o […]

Far Away From Heaven

Far Away From Heaven é o novo single de Thalles

Com desconstruções e recomeços, “Far Away From Heaven” é lançado nessa sexta (28) O que é paraíso? O que é céu e inferno? Conceitos amplamente utilizados pela sociedade influenciam diretamente no imaginário social e no comportamento das pessoas como um todo. No single Far Away From Heaven, Thalles chega para propor uma desconstrução e diluição […]

%d blogueiros gostam disto: