Grupo de metal Confess é condenado a chibatadas por tocarem Heavy Metal

Nikan “Siyanor” Khosravi e Arash “Chemical” Ilkhani, foram presos em 2015 pela Guarda Revolucionária do Irã.

Os integrantes do Confess foram colocados em solitárias, quase condenados à pena de morte por blasfêmia e manifestações contra o sistema.

De acordo com Khosravi, eles só não foram executados devido suas canções, após usar como defesa uma frase da Lei Sharia, utilizada no país:

“Se você insultar o Profeta, será executado, porque ele está morto e não pode se defender. Mas se você blasfemar contra Deus e questionar a sua existência, ele pode te perdoar.”

Eles estão sendo acusados de “insultar a santidade do Islã”, “perturbar a opinião pública” através das suas músicas.

As canções falam sobre o regime com insultos, chegando até a participarem de entrevistas com a oposição e insultarem o Líder Supremo e presidente.

Khosravi foi condenado a 12 anos e meio de prisão e 74 chibatadas, enquanto Ilkhani teve a pena inicial de 6 anos que caiu para 2 anos.

Para serem libertos, foram pagos 30 mil dólares de fiança e os integrantes do Confess foram primeiramente para a Turquia e hoje na Noruega, onde estão asilados.

Confess

Escute “EVIN”:

MI NO YOUTUBE:

Mais notícias no Minuto Indie.

Deixe uma resposta