BACO EXU DO BLUES: Bluesman

 Bluesman é a nova obra-prima do hip-hop

 

Bluesman é o segundo álbum do rapper baiano Diogo Alvaro Ferreira Moncorvo (nome verdadeiro do Baco), lançado na última sexta-feira o CD já vem conquistando o público e a crítica especializada.

Com músicas mais densas e voltadas para temas como opressão, racismo e amor, “Bluesman” envolve o ouvinte de uma forma tão única que ele passa a fazer parte da história contada nas letras.

Logo na primeira faixa do disco, Baco entoa as seguintes palavras: “Eu sou Exu do Blues, tudo que quando era preto era do demônio, e depois virou branco e foi aceito, eu vou chamar de Blues”, mostrando que veio para tirar as mascaras da hipocrisia na sociedade.

 

 

Outro acerto deste CD são as parcerias, na faixa “Queima minha pele” que tem a participação do cantor Tim Bernardes no piano e violão, e em “Flamingos” com a participação do grupo curitibano Tuyo (que vale muito a pena conhecer), são músicas que dão um certo respiro para as pedradas que as outras faixas nos dão.

Com esse novo trabalho Baco Exu do Blues se posiciona como um dos grandes nomes do cenário hip-hop brasileiro.

Comece por: O álbum é uma obra-prima que seria muito injusto classificar algumas músicas.

 

 

Confira o último vídeo do canal Minuto Indie:

 

Deixe uma resposta